•  
     

Presidente da FIESP e mais de 3 mil empresários ameaçam parar atividades contra Dilma e suas medidas